600 programadores de todo o país discutiram tendências de programação

Estudantes, recém-licenciados, profissionais e programadores experientes tiveram a oportunidade de melhorar o seu conhecimento em linguagens como HTML, IONIC ou ANGULAR, mas também conhecer melhor algumas tendências como a metodologias ágeis, search engine optimization ou user experience.

Publicado em 21.10.2019



Realizámos na passada sexta-feira, em Oeiras, a segunda edição da DevSummit, a conferência de programadores para programadores. À semelhança do ano anterior, a edição de 2019 esgotou. Mas, desta vez, contou com a inscrição de 600 profissionais e estudantes de todo o país.



Estudantes, recém-licenciados, profissionais e programadores experientes tiveram a oportunidade de melhorar o seu conhecimento em linguagens como HTML, IONIC ou ANGULAR, mas também conhecer melhor algumas tendências como a metodologias ágeis, search engine optimization ou user experience.



Ricardo Parreira acrescenta, “Este ano criámos um evento muito maior que o ano passado e esgotou, o que significa que este tipo de eventos faz falta ao país. Portugal tem dos melhores programadores do mundo e a DevSummit é uma oportunidade para serem estimulados. Nesta edição passámos de duas sessões para quatro, em simultâneo, com diferentes níveis de complexidade e dirigidas a um grupo de participantes muito heterogéneo.”



Esta conferência gratuita fomenta o conhecimento de tendências e linguagens de programação, numa área que consideramos de importância estratégica para o desenvolvimento do país e dos níveis de literacia das novas competências digitais. E na qual temos investido com diversos projetos de responsabilidade social, como, por exemplo, o Jr/Code, onde oferecemos gratuitamente um curso de programação para um público mais jovem, entre os 10 e os 15 anos.



A próxima edição da DevSummit já está prevista para 2020, com mais novidade do mundo da programação dirigidas à comunidade nacional de programadores.